• terça-feira , 25 fevereiro 2020

Nota de repúdio à declaração do ministro da economia

20200208025929736096a

Paulo Guedes (foto: Ministério da Economia)

 

A União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública, com suas 25 entidades que a compõe, vêm a público manifestar seu repúdio à declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, ao classificar os servidores públicos como “parasitas”. A infeliz declaração foi feita nesta sexta-feira (7/02), em uma palestra na Escola Brasileira de Economia e Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV EPGE) no encerramento de um seminário sobre o Pacto Federativo.

Não existe crescimento em um País sem o trabalho de pessoas. A saúde, a segurança e a educação não funcionam sem os trabalhadores, os “parasitas”, que sustentam suas famílias com baixos salários e com a precária infraestrutura para a prestação de um bom serviço.

A agressão desmedida e covarde aos servidores só denota o triste perfil deste governo que só visualiza números e  desqualifica os milhões de trabalhadores que prestaram concurso público para se dedicar a uma carreira no serviço ao bem comum.  A forma irresponsável com que o ministro vem tratando os servidores só gera mais descontentamento e desgastes ao próprio governo que recém assumiu.

A missão de um ministro de uma pasta tão fundamental como a da economia deveria ser a de implementar políticas econômicas que desenvolvam o País de forma sustentável e humanizada.

 

 

União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública

Relacionados