• quarta-feira , 22 agosto 2018

População do RS vai começar a cair em 2036, mais de uma década antes do que a média nacional

Dados do IBGE foram divulgados nesta quarta-feira. Expectativa de vida dos gaúchos é a quarta maior do país

Com 11,3 milhões de pessoas, o Rio Grande do Sul é, hoje, o sexto Estado mais populoso do Brasil. Em estudo divulgado nesta quarta-feira (25), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) projeta que o pico populacional no Estado ocorrerá em 2035, quando haverá 11,7 milhões de pessoas por aqui. A partir do ano seguinte, a queda será gradual.

Esse ápice, segundo a projeção populacional do IBGE, ocorrerá 13 anos antes do ápice no Brasil, projetado para 2048. Apenas Bahia e Piauí passarão pelo fenômeno antes do Rio Grande do Sul.

— Tanto Piauí quanto Bahia têm fluxo migratório negativo (mais pessoas saindo dos Estados do que vindo morar) bem alto, então perdem população em termos absolutos. No caso do Rio Grande do Sul, temos um estoque de idosos um pouco maior do que a média de outros estados. Até os anos 80, éramos o Estado com maior esperança de vida — afirma Ademir Koucher, supervisor de informações do IBGE no Estado.

Se em 2018, há 66 idosos para cada cem crianças no RS, em 2060, a proporção de velhinhos crescerá para 207. A expectativa de vida também deve crescer de 78,29 (a quarta maior do Brasil) para 81,04 (a segunda maior).

Hoje, o Rio Grande do Sul tem a quarta maior expectativa de vida do Brasil: 78,29 (acima da média brasileira, de 76,25). Em 2060, a expectativa gaúcha deve subir para 83,91, a segunda mais alta do Brasil (a média brasileira projetada é de 81,04).

24597749
Fonte: Zero Hora/Marcel Hartmann

Relacionados