• quarta-feira , 12 dezembro 2018

Dez partidos ainda não definiram quem apoiar ao governo do Estado

Dos 35 partidos registrados junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 10 ainda não decidiram como se posicionar nas eleições que definirão o governador do estado do Rio Grande do Sul para os próximos quatro anos. Em meio ao período de convenções partidárias, as negociações entre siglas se intensificam, e os postulantes ao maior cargo político do Estado brigam pelo apoio das últimas siglas restantes.

Às 10h de hoje, o PRB deve declarar apoio ou ao MDB ou ao PSDB. Presidente estadual do partido, o deputado federal Carlos Gomes esteve reunido com o governador José Ivo Sartori (MDB) por mais de uma hora na quinta-feira passada e manteve contato também com Eduardo Leite (PSDB). A sigla deverá se coligar com um dos dois partidos.

O PR é outro que pode declarar hoje qual será a sigla escolhida. No mais tardar, amanhã, o partido deverá fazer um anúncio interno e comunicar a decisão à imprensa, afirmou o deputado federal Giovani Cherini, presidente estadual do PR.

Na quarta ou na quinta-feira desta semana, um bloco de quatro partidos deve anunciar a quem dará suporte na corrida. Segundo o presidente do PTC no Rio Grande do Sul, José Wellington, seu partido, em conjunto com o PSC, o PMN e o PRP, deve decidir um entre quatro candidatos. “Com o Jairo Jorge (PDT) está difícil. Temos possibilidades com o Eduardo Leite, o Luis Carlos Heinze (PP) e o Sartori”, afirmou Wellington.

A Rede aguarda a decisão de Sartori sobre sua possível tentativa de reeleição. O atual governador ainda não afirmou com todas as letras se disputará o Piratini em outubro, mas a Rede espera um possível apoio de Sartori à candidatura de Marina Silva (Rede) à presidência do País.

O PRTB está no momento sem direção estadual e não participará das eleições gaúchas. A reportagem não conseguiu contato com as representações estaduais de PCO, DC e Patriota.
pre_candidatos_ao_governo_do_estado-8412823

Fonte: Diego Nuñez /Jornal do Comércio

Relacionados