• sábado , 17 novembro 2018

UG estuda medidas para dirimir perdas do IPE-Saúde

Na manhã desta segunda-feira (09), os membros da União Gaúcha se reuniram para deliberar a pauta do dia, cujos principais assuntos trataram do IPE-Saúde. Os dirigentes concentraram o debate sobre a quebra da gestão paritária, o patrimônio imobiliário da autarquia, bem como a inclusão da OAB no quadro de associados.

O tema da OAB já vinha sendo discutido pelos integrantes da UG, pois entendem que o ingresso de novas entidades na cobertura assistencial merece ser revista, uma vez que a atual infraestrutura já é bastante precarizada para a inclusão de novos, tanto da rede de assistência quanto de servidores no Instituto para dar conta desta demanda.

A quebra da gestão paritária também foi amplamente debatida. A União Gaúcha estuda medidas para dirimir essas questões. “A substituição de um conselho deliberativo integrado por representantes de todos os assistidos pela autarquia, por um comitê gestor com plenos poderes e constituído por indicados do governo, vai contra os princípios democráticos. E não podemos esquecer que o Instituto de Previdência do Estado é patrimônio da sociedade gaúcha, e não de governos”, salientou o presidente da UG, Cláudio Martinewski.

Na reunião da próxima semana (16), a reunião da UG começa mais cedo. A partir das  9h30min, o grupo receberá a visita do pré-candidato ao governo do Estado pelo PDT, Jairo Jorge, ex-prefeito de Canoas, e às 11h30min, será a vez de Carlos Heinze, pré-candidato pelo PP. A União Gaúcha vem conversando com todos os pré-candidatos para saber quais serão suas propostas de governo.

Relacionados