• quarta-feira , 22 agosto 2018

União Gaúcha indica nomes ao cargo de Diretor de Investimentos do IPE-PREV

33059884_2066447583572457_120634958350909440_n33101785_1674529475976069_2391729573311021056_n

Membros da União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública (UG) receberam, na manhã da última segunda-feira (21), os dois profissionais que serão indicados ao cargo de Diretor de Investimentos do IPE-PREV.  Com o objetivo de conhecer as propostas de gestão de cada um, os conselheiros fizeram perguntas e buscaram uma aproximação para ajustar o formato de trabalho que se realizará no futuro.

Francisco Barcelos, Auditor Público Externo do TCE-RS e Mayne Santos Barbosa, administrador e atualmente Assessor de Investimentos do IPERGS, atuando junto com o diretor Ari Lovera, são os nomes indicados União Gaúcha. “As nossas indicações baseiam-se em questões técnicas. Entendemos que um Diretor de Investimentos do IPERGS precisa ter amplo conhecimento em Economia e Gestão. O IPE passará a ter uma Diretoria específica para essa pasta que é fundamental para os recursos do IPE-PREV. Ambos possuem condições de fazer um bom trabalho e a UG estará atuante e vigilante como sempre”, declarou o presidente da UG, desembargador Cláudio Martinewski.

Além do diretor de investimentos, indicados pela lista tríplice (UG, Fessergs e Cpers) serão compostas outras três diretorias para o novo formato do IPERGS: a de administração/ finanças e de benefício. A nomeação será do governador, mas o diretor de investimentos e o de benefícios são indicados a partir desta lista tríplice feita pelo conselho administrativo.

Nomeado recentemente pelo governador do Estado, o novo presidente do IPERGS, José Guilherme Kliemann, se mostrou interessado em dialogar com a UG e o presidente Martinewsk já agendou uma visita para o dia 30 de maio com o novo gestor.

Desafios do novo diretor – De acordo com o relatório orçamentário do Estado, de 2013 a 2017 a déficit acumulado do RPPS foi de 40,4 bilhões. Só em 2017, o tesouro arcou com R$ 10,11 bilhão de déficit. O valor corresponde a 28,85% da receita corrente líquida do Estado. São cerca de 205 mil aposentados e pensionistas contra 113 mil servidores na ativa. Ou seja, há 81% beneficiários a mais do que pessoas trabalhando para o Estado.

Para a União Gaúcha o novo diretor de Investimentos terá de ter muita capacidade administrativa e lealdade aos servidores públicos, pois ele estará representando os interesses dos beneficiários. “Cada investimento a ser realizado deverá ser pensado e discutido, e nós estaremos propondo isso ao novo diretor para que juntos possamos fortalecer o Instituto”, resumiu Martinewski.

 

Sobre o Conselho de Administração:

Com a separação do IPERGS em IPE Prev e IPE Saúde, fixou-se a formação de um Conselho de Administração que será constituído por 12 membros, sendo que seis serão eleitos de forma paritária pela União Gaúcha, pela Federação Sindical de Servidores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul (Fessergs) e pelo Centro de Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers). Os outros seis conselheiros serão indicados pelos cargos de governador, presidente do Tribunal de Justiça, presidente da Assembleia Legislativa, Procurador-Geral de Justiça, presidente do Tribunal de Contas e Defensor Público-Geral. Cada conselheiro terá dois anos de mandato.

 

Assessoria de Imprensa da UG

GE7 Produtora e Comunicação Ltda

Gilvânia Banker

Relacionados