• domingo , 28 maio 2017

Magistrados e profissionais ligados à Justiça realizam ato contra reformas trabalhista e da Previdência

Protesto

Manifestantes se reuniram em frente ao Foro Trabalhista de Porto Alegre

28/04/2017 – 13h57min | Atualizada em 28/04/2017 – 13h57min
Magistrados e profissionais ligados à Justiça realizam ato contra reformas trabalhista e da Previdência Omar Freitas/Agencia RBS

Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

Reunindo magistrados, promotores, defensores públicos, procuradores e profissionais de outras categorias ligadas à Justiça, foi realizado na manhã desta sexta-feira um ato contra as reformas da Previdência e trabalhista em frente ao prédio do Foro Trabalhista de Porto Alegre. A manifestação foi promovida pela Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris), em parceria com demais entidades que integram a Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas/RS) e a União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública.

De acordo com o presidente da Ajuris e da União Gaúcha, Gilberto Schäfer, a mobilização visa pressionar o governo federal e barrar as reformas em tramitação no Congresso:

– O que está por trás dessas reformas é o capital financeiro que vai lucrar com esse desmonte da previdência estatal.

 

Segundo o presidente da Ajuris, as propostas de reformas prejudicariam servidores públicos e os trabalhadores urbanos e rurais.

– Todos nós, unidos, temos que demonstrar que não é dessa forma que você faz uma mudança constitucional.

Gerson Godinho da Costa, presidente da Associação dos Juízes Federais do Rio Grande do Sul, questiona a necessidade da reforma da Previdência:

– Não somos necessariamente contrários à reforma da Previdência, desde que se demonstre que ela é necessária.

Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

Relacionados