• sábado , 23 setembro 2017

Gilberto Schäfer é reeleito presidente da União Gaúcha

 

20170502_111709[1]

Na manhã desta segunda-feira (2/05), na sede Administrativa da Ajuris, foi eleita, por aclamação, a nova diretoria da União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública para os anos 2017/2018. A entidade segue sob o comando do presidente da Associação dos Juízes do RS (AJURIS), Gilberto Schäfer. Também foram eleitos: vice-presidente Luiz Fernando Barbosa dos Santos (Apergs), secretário-geral Ricardo Freitas (Ceape/TCE) e diretora-financeira Kátia Terraciano Moraes (Sinapers). Integram o Conselho Fiscal: Cláudio Luís Martinewski (AJURIS), José Alfredo Santos Amarante (FASP/Afafe), Paulo Sebastião Gonçalves Olympio (ASJ), Cícero Corrêa Filho (Sindispge), Paulo Roberto Bitencourt de Souza (Afocefe).

O juiz de Direito Gilberto Schäfer elegeu a luta contra a reforma da previdência como foco principal da sua gestão. “uma reforma constitucional, antes de mais nada, necessita de amadurecimento, de debate, de números claros, de propósito claro. O governo  não pode olhar apenas para o mercado, mas deve olhar cada segurado como sujeito de direitos. A previdência deve estar a serviço de uma tarefa estatal de produzir segurança social e não de um peso que se deve livrar. O objetivo do governo não pode ser o de dar lucro para  mercado financeiro”, declarou o presidente. “Temos que ter uma previdência que garanta o futuro das pessoas”, concluiu.

Sobre a sua primeira gestão no comando da UG, Schäfer diz que foi um grande aprendizado. “A União Gaúcha é um local privilegiado, onde várias inteligências de pessoas comprometidas com o Estado se encontram e que permitem realizar um debate reunindo as várias visões dos grupos que compõe a representação do serviço público. Há um contraponto que nos fortalece”, destacou.  Ele saudou o caráter democrático e plural das deliberações feitas pela entidade e destacou a importância do colegiado permanecer unido.  “Quero agradecer a confiança que depositaram em mim e o apoio dos colegas de chapa”.

Força e representatividade

A União Gaúcha é composta por 28 entidades representativas dos Poderes e dos servidores públicos do Estado. As lutas das entidades nos dias de hoje, não são diferentes das reivindicações de antigamente. Em meados de 2002, o presidente da Ajuris, desembargador José Aquino Flôres de Camargo, acompanhado de outras entidades, criou a União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública. O objetivo era defender a previdência social e pública. “Achamos que este era ponto em comum entre as entidades”, explicou.

Para o magistrado, a ideia de que as contas da previdência não são saudáveis é um equívoco e é preciso diferenciar seguridade social, de previdência, que tem como fundamento o ato contributivo.  “O que nos movia e ainda nos move é acreditar no princípio, de que a previdência é pública”, reforçou. “O conceito de previdência passa por entidades como a União Gaúcha”, salientou.

Conforme o ex-presidente do período de 2004/2005, desembargador Carlos Rafael dos Santos Júnior, as demandas e as lutas se renovam e se repetem.  “Em 2004, nós já lutávamos contra a idade mínima e o IPE-Saúde estava sendo formatado, reestruturado”, comparou. Em dezembro de 2005, foi sancionada a lei de reestruturação do IPE.

Para o magistrado, a União Gaúcha continua tendo a mesma importância que sempre teve na sociedade, porém, está cada vez mais atuante. “A eleição de um membro da UG na presidência do Conselho do IPERGS é fundamental para levar a participação do servidor público nas decisões da autarquia”, destacou.  “Há necessidade de eterna vigilância, temos que estar sempre atentos às questões relevantes que envolvem a vida do servidor público”, finalizou.

 

 

20170502_111756[1]

Veja a composição da diretoria:

Diretoria eleita: Presidente Gilberto Schäfer (Ajuris), vice-presidente, Luiz Fernando Barbosa dos Santos (Apergs), secretário-geral, Ricardo Freitas (Ceape/TCE), diretora-financeira, Kátia Terraciano Moraes (Sinapers).

O Conselho Fiscal fica a cargo de Jose Alfredo Amarante (Afafe), Paulo Olympio (ASJ/RS) Cláudio Martinewski (Ajuris), Cícero Correa Filho (Sindispge) e Paulo Roberto Bitencourt de Souza (Afocefe).

 

 

Assessoria de Imprensa da UG

Gilvânia Banker (51) 99106-0334

Relacionados