• quinta-feira , 23 novembro 2017

União Gaúcha discute o fortalecimento do IPERGS

 

 escobar2Nas últimas semanas o Instituto de Previdência do Estado (IPERGS) ganhou espaço na grande mídia e redes sociais com notícias envolvendo fraudes cometidas contra o IPE-Saúde. Diante das informações que preocuparam a União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública (UG), o diretor de saúde do Instituto, Alexandre Escobar, foi convidado para falar sobre este assunto, nesta segunda-feira (24), na reunião do Conselho Deliberativo.

Durante a reunião, o presidente da União Gaúcha, Gilberto Schäfer, manifestou a preocupação das entidades em relação ao futuro do IPE. “A falta de cobertura no interior e as dificuldades de conseguir consultas são temas que precisam ser enfrentados”, avalia Schäfer.

Conforme Escobar, diversas mudanças estão barrando as alterações legais propostas pelas duas minutas de projetos feitas para a reestruturação do órgão, uma elaborada pelo Conselho Deliberativo do IPE e outra de forma unilateral pelo então presidente José Alfredo Parode.
O diretor pediu para que as entidades auxiliem com sugestões para fortalecer o Instituto: “Nos ajudem a construir alternativas dentro do IPE e fortalecer o IPE-Saúde”, sugeriu, destacando que: “quanto mais forte, mais eficiente, melhor será o serviço”.

Escobar disse que almeja ampliar a cobertura do IPE-Saúde para nível nacional e melhorar o acesso nas redes hospitalares. “Hoje vivemos com orçamento apertado, gostaríamos de oferecer mais ampla cobertura e a medicina evoluiu para isso, mas não temos recursos”, lamentou.

A falta de pessoal é um dos principais problemas do IPERGS. De acordo com Escobar, existem apenas 52 servidores para atender 1 milhão de usuários. E há vagas a serem preenchidas desde o último concurso realizado em 2014, mas o governo vetou todas as contratações em qualquer órgão do Estado. Para o presidente da União Gaúcha e da Ajuris, Gilberto Schäfer, o IPE está sucateado e este é um assunto que precisa de maior atenção do governo.

Reformas

No dia 28, dia de Greve Geral contra as reformas Previdenciária e Trabalhista, a União Gaúcha apoiará os movimentos e se reunirá, junto com as demais entidades, às 10h30min, em frente ao TRT – na Avenida Praia Belas.

A entidade convida a todos os associados a se unir ao grupo.

 

Assessoria de Imprensa da UG

Gilvânia Banker (51) 99106-0334

Relacionados