• domingo , 28 maio 2017

Fim das fundações macula a história do Rio Grande, diz Villaverde

Andre Pereira – MTE 4704 | PT – 12:26-21/12/2016 – Foto: Guerreiro

Parlamentar pediu um minuto de silêncio em luto pelo fim das instituições estratégicasAo se manifestar, na tribuna, na madrugada de hoje, logo após a aprovação do PL 246, que extinguiu a Cientec, a FEE, a FDRH, a Metroplan, a Fundação Piratini e a Zoobotânica, o deputado estadual Adão Villaverde (PT) pediu um minuto de silêncio e respeito em alusão ao luto que cobre o presente e o futuro do Rio Grande do Sul pelo imenso ataque promovido pelo governo Sartori e sua base aliada.

Com contundência, criticou a aprovação do fim das fundações. “A barbárie venceu a razão, mas eu detestaria estar no lugar de quem nos venceu “, afirmou citando frase do pensador Darcy Ribeiro. Segundo o parlamentar, “a extinção dessas fundações estratégicas para o RS maculam a história do nosso estado, que sempre foi um estado que investiu em ciência e tecnologia, em inovação, em pesquisa, em defesa do meio ambiente, em capacitação de recursos humanos, em planejamento e em democratização do acesso à informação. “Esse processo que envolve o pacote do Sartori está levando o RS, de um lado, a um mergulho no obscurantismo e à destruição do Estado. E de outro, instituindo a violência como nos tempos da ditadura, como forma de criminalização da política e dos movimentos sociais”, asseverou Villaverde.

© Agência de Notícias

Relacionados